segunda-feira, fevereiro 27, 2017

Ajudante de grande importância, T5 se tornou o principal automóvel da JAC nos últimos anos


Hoje considerada a principal peça da JAC no mercado, o T5 se tornou o modelo que poderia trazer uma luz no fim de túnel para a marca chinesa, que levou um baque nos últimos anos desde o IPI majorado. A estratégia de lançar mais SUVs para se adequar no mercado começou em 2015 com o T6, mas não deu muito certo. Mais barato e com mais chances de fazer sucesso, o T5 foi a segunda tentativa da JAC e que começou a colher mais frutos somente após ganhar a opção de câmbio automático CVT, nos últimos meses. Entre seus rivais diretos, Lifan X60 e Chery Tiggo, o T5 é sem dúvida a melhor opção. Chegando ao Brasil com três versões, o T5 desembarca ao mercado primeiramente com câmbio manual. A ideia da JAC é competir com as versões de entrada de Ford EcoSport e Renault Duster. Como um de seus principais argumentos, o T5 será o preço, custo/benefício, design e pacote de equipamentos. Chegando a partir de Março nas concessionárias da JAC, o T5 é o primeiro chinês a oferecer como item de série, ESP. O T5 também deve ser o primeiro JAC a ser produzido no Brasil na nova fábrica da marca em Camaçari (BA), que depois de tanta promessa, deve ficar pronta em meados de 2017, produzindo o T5, de início. A meta da JAC é vender cerca de 200 a 300 unidades mensais, quase dobrando as vendas atuais da JAC, que são da tímidos 250 unidades por mês, que nunca foram atingidas. O JAC T5 chega ao Brasil equipado com o motor 1.5 JetFlex de 127cv e 15,7kgfm usado pelo irmão J3S. Com câmbio manual de 6 marchas, o SUV Compacto chega aos 100km/h em 12,7 segundos, mais rápido que concorrentes diretos como Renault Duster 1.6 e Ford EcoSport 1.6. A maior prova disso é o selo “A” de eficiência energética conferido pelo InMetro. De acordo com os testes do órgão, o T5 está entre os modelos mais econômicos de sua categoria: 6,80km/l na cidade e 9,63km/l na estrada (etanol) ou 8,18km/l e 12,2km/l (gasolina). Mas é com o câmbio automático CVT, primeiro automático da JAC, que ele ficou mais interessante aos olhos dos consumidores. Em Janeiro foram 185 unidades emplacadas, bem mais que os rivais da Lifan e Chery, respectivamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário