terça-feira, janeiro 31, 2017

Nova geração do Nissan Juke, que estreia ainda neste ano, deve ter versão e-Power no Salão de Tóquio


A segunda geração do Nissan Juke pode ser apresentada ainda neste ano. O utilitário esportivo compacto de design bastante ousado deve se basear no Gripz Concept. No Salão do Automóvel de Tóquio, em Outubro deste ano, a marca japonesa deve apresentar a motorização conhecida como ePower do Juke, já presença no Note, a inédita versão elétrica com extensor de autonomia, onde a energia da bateria é fornecida por um motor a gasolina. O grande diferencial desta versão e-Power é que apesar do carro ser movido completamente pela energia elétrica, a recarga da bateria fica a cargo de um motor a combustão. No caso, o motor é o 1.2 12v de 3 cilindros que desenvolve 79cv de potência e torque de 10,5kgfm emprestado do March. O motor elétrico é o mesmo do Leaf, que desenvolve 109cv de potência com torque de 25,8kgfm. Embora pareça estranho, frente a modelos híbridos plug-in como o Volt e o Prius, que podem ser recarregados na tomada, o Note não oferece esta opção. Na prática, é um carro elétrico que precisa de gasolina, embora o consumo seja bastante contido. Segundo os padrões japoneses de medição, o Note e-Power consome 37,2km/l em média. Segundo o site britânico Auto Express, a nova geração terá uma aparência mais trivial, incorporando a nova identidade dos modelos Nissan (visto no último Qashqai), mas sem perder a identidade. Outra novidade será a plataforma CMF-B, que deixará o modelo com entre-eixos maior e mais espaçoso por dentro, um dos pontos fracos do modelo atual. Baseado no Gripz Concept, a segunda geração deve ganhar motor 1.0 12v Turbo a gasolina e o 1.5 Diesel, além do 1.6 Turbo a gasolina, restrito a versão topo de linha e com potência na casa dos 190cv. A expectativa da Nissan é vender cerca de 100.000 unidades anuais da nova geração do Juke.


Nenhum comentário:

Postar um comentário