terça-feira, janeiro 10, 2017

Marcas, acumulado de 2016: Chevrolet lidera pela primeira vez em 15 anos e reinado das "4 grandes"começam a ruir


O ano de 2016 pode ser considerado um ano bastante difícil para o mercado automotivo brasileiro, mas um ano de grande importância para os novos rumos que o mercado vem tomando. Entre as marcas, destaque absoluto para Chevrolet e Hyundai: a primeira quebra uma hegemonia de 14 anos da Fiat e a Hyundai conseguiu quebrar uma quarteto que dura mais de 40 anos: o reinado das "quatro grandes" enfim começou a ruir, com auxílio da Toyota, outro destaque extremamente positivo de 2016. Com 1.986.550 unidades vendidas no Brasil de automóveis e comerciais leves em 2016, representando uma queda de 19,8% em relação ao mesmo período de 2015, quando 2.477.085 unidades foram vendidas, mostra que o cenário do país é outro. Com 199.044 unidades em Dezembro, melhor mês do ano, conseguiu colocar a Toyota em quinto em vendas, algumas unidades a frente da Ford, que caiu para sexta no acumulado. Com uma liderança folgada, a Chevrolet vendeu 345.880 unidades e representou 17,4% do nosso mercado, seguida pela Fiat com 305.033 unidades e 15,4% e Volkswagen com 228.460 e 11,5%. Novata, a Hyundai chegou a inédita quarta colocação com 197.860 unidades e 10% de mercado. A Toyota veio em quinto com 180.431 unidades em 9,1% de mercado, mesma porcentagem da Ford com suas 180.327 unidades. A Renault veio em sétimo com 150.036 unidades e 7,6% de mercado, com Honda em oitavo com 122.560 e 6,2%, Nissan em nono com 60.919 unidades e 3,1% e Jeep em décimo com 59.060 unidades e 3% de mercado. No pelotão intermediário, a Peugeot conseguiu o 11º, com Mitsubishi e Citroën na disputa pelo 12º por apenas 331 unidades. Entre as premium, a Mercedes-Benz liderou com 13.148 unidades, com BMW e Audi separadas por apenas 259 unidades. A Kia caiu para 17º, enquanto a Land Rover ficou bastante confortável em 18º. A Volvo ficou a frente da Suzuki por apenas 15 unidades e com a Lifan no retrovisor com 29 unidades de diferença para a japonesa. Na briga pela 19º colocação, Volvo, Suzuki e Lifan ficaram separadas por apenas 44 unidades. A JAC fechou 2016 como a chinesa mais vendida e viu o tombo da Chery, que caiu para 23º mesmo com a fábrica em Jacareí (SP), pretendendo dar a volta por cima em 2017 com mais três inéditos automóveis. A Troller venceu o combate com Subaru e MINI, separadas por apenas 19 unidades, sendo Subaru e MINI exatamente empatadas com 1.436 unidades. A Porsche voltou a vender mais de 1.000 unidades com suas 1.009 unidades de 2016 graças a Macan e Cayenne, líderes de vendas da marca. A Dodge tropeçou nas cotas mexicanas com o Journey e Jaguar viu seu grande crescimento graças a XE e F-Pace. A Lexus ficou estável em relação a 2015, enquanto as chinesas Geely (33º), Shineray (36º), Effa (37º), Rely (38º) e Jinbei (39º) agonizaram em 2016. A Chrysler ficou em 40º com apenas 59 emplacamentos, graças ao seu lineup bastante restrito.


Ranking


Nenhum comentário:

Postar um comentário