sexta-feira, janeiro 13, 2017

Desenvolvimento da Condução Autônoma da Nissan terá auxílio de empresas como Nasa e Microsoft


A Nissan está confirmando uma parceria com a Nasa e a Microsoft para criar seu automóvel autônomo. A meta da japonesa é lançar seu primeiro automóvel autônomo dentro de três anos, mas a novidade deve ser lançada em etapas. Atualmente a minivan Serena é vendida com capacidade de seguir o tráfego em rodovias, sem intervenção do motorista, mas não consegue trocar de faixa de rolagem sozinho. Para a montadora japonesa, o carro autônomo não poderá abrir mão da ajuda humana em um futuro próximo. E a razão para isso é a falta de capacidade das máquinas em lidar com situações inesperadas ou que exijam a transgressão de regras, como ultrapassar um obstáculo sobre faixas contínuas em uma via de mão dupla. Por isso buscou a ajuda da Nasa para desenvolver seus automóveis. A agência espacial americana tem larga experiência em direção remota, tecnologia utilizada nos veículos de expedição em Marte. O Mars Rover recebia instruções da Terra para agir quando enfrentava obstáculos, após uma análise humana da situação. Até 2020 a Nissan pretende lançar um veículo capaz de rodar sozinho em estradas, seguindo o tráfego e fazendo mudanças de faixa conforme a necessidade. A etapa seguinte é levar ao mercado um automóvel que possa rodar em cidades e centros urbanos sem intervenção do motorista, mas ainda assim com auxílio humano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário