sexta-feira, dezembro 02, 2016

Ford apresenta a sétima geração do Fiesta na Europa, que pode chegar ao mercado brasileiro em 2018


A Ford está apresentando globalmente a sétima geração do Fiesta, hatch compacto que traz mudanças evolutivas frente ao modelo atualmente vendido no Brasil. As primeiras imagens do Fiesta já mostram que o hatch sanou um dos principais problemas da atual geração, que era o entre-eixos curto, que impossibilitava o espaço traseiro adequado. Além disso, o interior traz maior refinamento e também soluciona outro problema da atual geração, que era exatamente o padrão de qualidade de alguns mercados como o europeu e o norte-americano. Por fora, ele alivia um pouco os traços da atual geração e lembra bastante o Focus. A principal diferença para o Fiesta de hoje está na traseira, que passa a ter lanternas horizontais e que invadem a tampa do porta-malas. A carroceria está mais aerodinâmica, com frente mais baixa e teto alto, além de linhas mais arredondadas. As vigias das colunas C ficaram menores e mais elevadas, enquanto a linha de cintura parece mais baixa. Os faróis ficaram menores e mais arredondados, dotados de projetores de LED e LEDs diurnos, enquanto a grade ficou mais envolvente. O para-choque está completamente atualizado e apresenta novos faróis de neblina. As rodas de liga leve também foram redesenhadas. No interior, além do crescimento da qualidade e acabamento, com diversos itens vindos do Focus (como volante e quadro de instrumentos), além de resolver uma falha crônica do Fiesta: a nova geração agora tem uma central multimídia de verdade, com tela sensível ao toque de 8″ bem destacada no painel. Sem revelar muitos detalhes ainda, o Fiesta deve ser vendido com motores 1.0 12v EcoBoost com potências que variam entre 100cv, 125cv e 140cv de potência. Além disso, ainda terá o 1.2 de quatro cilindros que desenvolve entre 65cv a 85cv. O motor mais potente será o 1.6 EcoBoost que desenvolve 210cv de potência que estará na versão ST. Terá ainda os motores 1.5 de quatro cilindros a diesel, que desenvolve entre 75cv a 95cv. O hatch foi apresentado nas versões Titanium, Vignale, ST-Line e Active, que volta a oferecer uma versão pseudo-aventureira para o Fiesta desde a quinta geração ausente. No Brasil, a nova geração deve chegar em meados de 2017.





Nenhum comentário:

Postar um comentário