sábado, novembro 12, 2016

Sem muitas novidades, Peugeot aposta no Fractal Concept e quer melhorar sua imagem no Brasil


A Peugeot foi ao Salão do Automóvel de São Paulo apostando todas as suas fichas na segunda geração do 3008, que será lançado no país no ano que vem. Entre os conceitos, a Peugeot mostrou o Fractal Concept e deu uma entrevista sobre o que a marca quer do futuro brasileiro. O conceito Fractal Concept, o roadster de dois lugares francês de aparência futurista e proposta urbana foi confirmado pela própria marca do leão. Definido pela marca como um cupê urbano elétrico, o estudo tem como objetivo mostrar uma prévia do futuro i-Cockpit da Peugeot. Outro destaque é apresentar as diferentes formas ao uso da acústica no design automotivo, onde o sistema de áudio criado pelo designer de som brasileiro Amon Tobin pode ser comandado por um relógio de pulso. Em termos de design, o Fractal Concept muito faz lembrar os atuais automóveis da marca e mescla elementos de hatch, coupé e cabriolet. Ele se destaca por trazer faróis em LEDs, pintura bicolor, rodas de liga de 19 polegadas, teto retrátil e algumas influências do Vision GranTurismo Concept. De porte compacto, o Fractal mede 3,81 metros de comprimento, 1,77 m de largura e tem balanços dianteiro e traseiro bem curtos. Também inova na cabine, com 80% dos componentes internos criados em uma impressora 3D, de acordo com a marca. Na mecânica, destaque para o conjunto mecânico elétrico composto por dois motores elétricos que desenvolve 102cv de potência cada, com uma potência combinada de 204cv. A bateria é de lítion-íon de 30kWh localizada no túnel central, que dá um autonomia de 450km. Graças ao peso leve, o Fractal Concept acelera de 0 a 100km/h em 6,8 segundos.


Melhora no Pós-Venda
A marca francesa ainda confirmou que quer melhorar sua imagem no nosso mercado. Depois de fazer muito sucesso com a linha 206 no início do século, quando a Peugeot chegou a liderar o mercado logo após o quarteto de ferro (Volkswagen, Fiat, Chevrolet e Ford), a marca quer reforçar sua imagem no país. Ainda forte na vizinha Argentina, a Peugeot sofreu com o desgaste de seu pós-venda. Para melhorar sua imagem, a Peugeot está lançando o programa Renova Peugeot, sistema de recompra dos veículos usados ou seminovos nas concessionárias que, segundo a CEO da Peugeot no Brasil, Ana Theresa Borsari, tem como maior meta reduzir a imagem de desvalorização dos carros franceses. Outro projeto da marca é oferecer assistência 24 horas a todos os Peugeot com até oito anos de fabricação. O sistema é para todo tipo de serviço, colisão e pane, entre outros. O serviço vai atender clientes que não sejam os primeiros donos do veículo ou que não tenham feito as revisões obrigatórias durante a garantia. Revisão e preços de peças. Borsari também falou sobre outro calcanhar de aquiles da marca que é o valor das peças que os consumidores buscam nas concessionárias. A marca está revisando a tabela de preços de veículos novos e fazendo revisões com preços fixos, o que deixa o cliente preparado para o custo que terá com o carro. A marca também deve lançar em breve um programa com preços fixos para automóveis usados, levando o consumidor que estava em dúvida e com medo do alto custo repensar na compra de um usado da marca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário