quinta-feira, novembro 10, 2016

Público deve decidir se Fiat 124 Spider vem ou não ao Brasil em meados de 2017, segundo Fiat


O público tem um poder imenso nas mãos. Assim como ocorreu no estande da Ford com a decisão de trazer ou não a Ranger Wildtrak, na Fiat é o interesse do público que deve valer para a importação ou não do 124 Spider. O conversível é a grande atração da marca italiana no evento e caso venha a ser vendido no Brasil deve se tornar o Fiat mais caro a venda. A unidade presente no Salão do Automóvel de São Paulo é branca e não é da versão Abarth como se esperava, ou seja, é uma versão "civil" do esportivo. Baseado no Mazda Miata/MX-5, o 124 Spider marca a volta do conversível ao lineup da marca italiana e que pode pintar no mercado brasileiro pela primeira vez. Segundo a revista Car and Driver, a Fiat estuda a importação do 124 Spider do Japão para cá. Segundo a revista, a Fiat ainda estuda possibilidades de trazer o esportivo ao Brasil como o seu segundo carro de imagem. Aqui seria o Fiat mais caro a venda, com preços na casa dos R$150.000 e que seria exclusividade de poucos consumidores. O 124 Spider conta com os motores 1.4 MultiAir Turbo que desenvolve 160cv de potência e torque de 25,3kgfm, com tração traseira. O câmbio pode ser manual de 6 marchas ou automático, também de 6 velocidades. Há na Europa uma opção de entrada, que desenvolve 140cv com torque de 24,2kgfm. Já a versão Abarth possui o mesmo motor, mas calibrado para desenvolver 170cv de potência com torque de 25,4kgfm, acoplado somente a um câmbio manual de 6 marchas. Com esse conjunto ele acelera de 0 a 100km/h em apenas 6,8 segundos e atinge a velocidade máxima de 230km/h. Caso a Fiat dê sinal verde para a importação, o 124 Spider desembarca no Brasil até o final de 2017.



Nenhum comentário:

Postar um comentário