terça-feira, novembro 08, 2016

Honda apresenta WR-V no Salão do Automóvel de São Paulo e confirma lançamento oficial para 2017


A Honda enfim divulgou as primeiras imagens oficiais do WR-V, automóvel que deve ser lançado no Brasil em 2017. O novo automóvel deve ocupar a vaga que um dia foi do Fit Twist. Mostrando sua importância global, a Honda escolheu o WR-V para sua estreia global (ainda não se sabe quais países deverão recebê-lo) e marcou a presença de Takehiro Hachigo, CEO Global da Honda, o modelo é uma das principais estrelas no estande da marca japonesa. Caso for lançado antes do Chery Tiggo2, o WR-V deve inaugurar um novo segmento no Brasil, de SUVs SubCompactos, com base em algum hatch. Conforme explica a Honda, a sigla WR-V tem sua origem na expressão Winsome Runabout Vehicle, onde “Winsome” significa alegre, agradável e atraente em inglês. Posicionado abaixo do HR-V, ele é o menor modelo na família de SUVs da marca e irá concorrer com as versões mais baratas de Ford EcoSport e Renault Duster, entre outros. Desenvolvido pelo time de Pesquisa e Desenvolvimento da Honda Automóveis no Brasil, o WR-V é apresentado pela Honda como “um mini-crossover” baseado no Fit que se difere pela dianteira alta e mais robusta e faróis com luzes de uso diurno (DLR) em LED, enquanto a traseira traz um  desenho mais horizontal na traseira, com lanternas que invadem a tampa do porta-malas. Além do Brasil, o WR-V deve ser vendido na maioria dos países da América do Sul. Ele deve ter preços entre R$70.000 a R$80.000 e como mostra seu design, ele teve certa inspiração na nova geração do Civic, graças a nova grade dianteira com faróis interligados e a grande grade frontal com estilo aventureiro. As portas são as mesmas do Fit, tanto que o vinco é o mesmo. Além da nova grade e faróis, o Honda WR-V vai se diferencia do seu modelo de base pelos para-choques com formato mais robusto, molduras plásticas nas caixas de roda, estribos laterais, rodas exclusivas, rack de teto, lanternas escurecidas e suspensão elevada. O interior também poderá entregar acabamento diferenciado. A placa de identificação continua na tampa do porta-malas, mas foi deslocada para baixo por conta do novo desenho da peça. O modelo deverá ser equipado com o mesmo motor do Fit, o 1.5 16v Flex que desenvolve 116/115cv de potência com torque de 15,/15,3kgfm, com câmbio manual de 5 marchas ou automático CVT de 7 velocidades. A Honda apenas confirmou seu lançamento para 2017.



Nenhum comentário:

Postar um comentário