terça-feira, novembro 15, 2016

Honda apresenta Clarity FullCell no Salão do Automóvel de São Paulo como amostra de seu potencial


A Honda trouxe para o Salão do Automóvel de São Paulo pela primeira vez um automóvel movido a hidrogênio. O Clarity FullCell foi apresentado como amostra do potencial da marca japonesa no quesito tecnologia. Em sua nova geração, o Clarity mede 4,89 metros de comprimento e espaço suficiente para cinco ocupantes. O design, mais moderno e até mesmo futurista, lembra um pouco o Accord e também resgata a alma da antiga geração. Entre os destaques dessa geração estão os faróis de LEDs e as rodas de liga leve com aro de 18" polegadas. Nessa nova geração apresenta no Salão de Tóquio, a célula de hidrogênio foi aperfeiçoada e seu tamanho foi reduzido em 33%. O motor desenvolve 177cv de potência e densidade de potência de 3,1kW/l. O tanque pressurizado de alta pressão tem 70 Mpa e provê 700 km em ciclo JC08. O reabastecimento do Honda Clarity Fuel Cell dura apenas 3 minutos. Junto com o Clarity Fuel Cell, a Honda está comercializando o Power Exporter 9000, um dispositivo que permite utilizar a energia produzida pelas células de combustível para uso residencial. Com tanques pressurizados cheios de hidrogênio, o modelo pode abastecer uma casa de tamanho médio por uma semana. De acordo com a EPA – agência ambiental dos EUA, que realiza os testes de consumo nos carros – o sedã ecológico tem oficialmente alcance de 589km de autonomia. Com essa autonomia, o Clarity larga na frente do Mirai, cujo alcance fica em torno de 516 km. O consumo médio de hidrogênio do Honda é de 28,9 km/litro e o abastecimento é feito em bombas especiais, durando pouco menos de cinco minutos. A autonomia com uso apenas das baterias é de 82km. Atualmente vendido no Japão e em alguns estados dos EUA, o Clarity seria muito caro no Brasil e aqui não se desenvolveu postos de hidrogênio para abastecimento. Quem sabe no futuro...


Nenhum comentário:

Postar um comentário