Com meta de quadruplicar suas vendas, Chevrolet Tracker com face-lift chega nos próximos dias


A Chevrolet está apresentando no Salão do Automóvel de São Paulo o reestilizado Tracker, que deve começar a ser vendido no Brasil em Dezembro. O utilitário esportivo da marca chega com novidades visuais, mecânicas e de conteúdo, querendo manter-se entre os cinco SUVs Compactos mais vendidos do Brasil. Segundo a Chevrolet, a meta é quadruplicar a média de vendas atuais, na casa das 500 unidades por mês, ou seja, a GMB espera 2.000 unidades por mês, mesmo vindo do México. Com o segmento a flor da pele, as novidades do Tracker não poderiam chegar em boa hora. Apesar do Suzuki Vitara ter sido o primeiro a ter câmbio automático e motor turbo, a Chevrolet diz que o Tracker é o primeiro SUV a aliar câmbio automático e motor turbo no Brasil (indireta para o Peugeot 2008?), que deve ser vendido nas versões LT, LTZ1 e LTZ2. Entre as novidades do face-lift estão os novos faróis em LEDs, novo capô, nova grade, nova para-choque dianteiro e traseiro, novas rodas de liga leve, novo para-lama dianteiro, enquanto as lanternas recebem novo layout e também adotam LEDs.


No interior, o Tracker deve abandonar o cluster de moto e apresenta uma quadro de instrumentos simples, que mescla analógico com digital. O visual ficou claramente superior. Além disso, o painel ganhou novas formas, novas saídas de ar-condicionado que deixaram o interior bem mais interessante e bonito. A nova central multimídia de 7″ polegadas com a nova versão do sistema MyLink, que possui Apple CarPlay, Android Auto e conexão 4G LTE. O Tracker ainda recebe 10 airbags, alertas de saída de faixa, de tráfego traseiro, de colisão dianteira, de pontos cegos entre outros. O seu preço inicial deve ficar na casa dos R$80.000 e chegar facilmente aos R$100.000 na LTZ2. Porém a maior novidade do Tracker deve ser o abandono o atual motor 1.8 16v Ecotec Flex de 144/140cv de potência pelo motor que equipa o Cruze, o 1.4 16v Ecotec Turbo Flex, que desenvolve 153/150cv de potência com torque de 24,5kgfm quando abastecido com os dois combustíveis. O câmbio deve ser automático de 6 velocidades em todas as versões, sempre com tração 4x2. A GM deve oferecer as seguintes opções de cores: Branco Summit, Preto Ouro Negro, Prata Switchblade e as inéditas Vermelho Baroque e Cinza Graphite.


Comentários

  1. O carro ficou belíssimo...mas esses preços é são tanto desanimadores. Uma pena!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Nova geração do Subaru XV Crosstrek chega com duas versões ao Brasil e parte de R$114.900

Alfa Romeo vê potencial de vender 10 mil unidades no Brasil e analisa retorno ao país

Sem novidades, BMW apresenta a linha 2019 do M140i com preço maior, por R$269.950

RAM 1000 ganha sinal verde para produção e deve ser lançada globalmente até 2022

Chevrolet estuda um novo utilitário esportivo para o Brasil e Suburban era uma das opções

MINI lança o reestilizado Cooper no Brasil, com preço inicial de R$119.990

Depois de dois anos ausente, SsangYong Korando volta reestilizado por R$129.900

TAC Stark retorna ao mercado renovado e com mais investimentos por R$115.000

Chevrolet revela dois teaser da Spin reestilizada, que será lançada dia 04 de julho

Chevrolet Spin reestilizada é flagrada sem nenhuma camuflagem por sites argentinos