quarta-feira, novembro 30, 2016

Citroën comemora um ano do lançamento do reestilizado AirCross, que trouxe custo/benefício


Apresentado há um ano, a Citroën revelou o face-lift latino do C3 AirCross e C3 Picasso, que passou a ser vendido unicamente como AirCross. As versões de entrada passaram a substituir a Picasso enquanto as topos de linha substituíram o C3 AirCross. O plano de mercado deu certo e o AirCross vende em média de 500 a 650 unidades mensais, número bom para o segmento de minivans compactas e pela imagem da Citroën no país, que apesar de vir melhorando, ainda tem sua imagem arranhada pelo pós-venda. Custando R$150 milhões para a PSA, que foi desenvolvida com a colaboração do Latin America Tech Center, o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Design da PSA Peugeot Citroën, que tem sede no Brasil. O C3 AirCross ganha novos faróis, nova grade dianteira, novo para-choque dianteiro (e traseiro, mas sem fotos oficiais), LEDs diurnos que o aproximam que as últimas novidades da Citroën. Fazem parte do "pacote face-lift" as novas rodas de liga leve, a inscrição lateral com o nome "AirCross", novas lanternas com novo layout, entre outros. Sabe-se que a minivan compacta deve ter duas opções, uma mais simples, que deve substituir a C3 Picasso (que deixa de ser vendida) e uma mais completa, aos moldes da vendida atualmente. Nas duas versões de entrada, não será vendido com estepe pendurado na traseira, que deixa o visual mais limpo. No interior, o C3 AirCross apresenta uma estética com formas mais quadradas, padrão chamado pela empresa como Squarcle (fusão de square e circle, quadrado e círculo em inglês). A central multimídia que antes ficava localizada na parte superior do painel, agora se encontra no console central e conta com tela sensível touch screen. A ferramenta é compatível com os sistemas MirrorLink e Apple CarPlay, possibilitando espelhar os smartphones. O novo painel traz as três saídas de ar redesenhadas e agora com a filosofia do "quadrado redondo". O acabamento também está diferente. No painel há um console central com pintura diferenciada que adota a nova central multimídia, inexistente no C3 AirCross. O painel muda e abrigará o sistema multimídia touch com tela de 7" polegadas nas versões mais completas, com Apple PlayCar e Android Auto. O quadro de instrumentos receberá novo grafismo. Atualmente ele é vendido por R$53.990 iniciais e possui um dos melhores custo/benefício do segmento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário